A importância do Sono

 Por: SESI São Paulo
15/05/202015:25- atualizado às 17:21 em 15/05/2020

O sono é um dos momentos mais importantes do dia. Ele, por meio do descanso da mente, do coração e da respiração, repõe as energias, revigora e nos regula para uma nova jornada.

É durante este intervalo do sono que o corpo:

  • fortalece seu sistema imunológico, nosso sistema de defesa, que atua contra agentes como vírus, bactérias e pode evitar doenças como o câncer, alergias e doenças autoimunes;
  • libera a secreção de certos hormônios, importantes para: o crescimento e o desenvolvimento dos músculos, cartilagens e ossos; reduzir a sensação de fome; melhorar a qualidade do sono e diminuir as inflamações;
  • fortalece a memória, entre outras funções de extrema importância para o funcionamento correto do organismo.

O sono é um diferente estado de consciência. Durante o sono, você não apresenta movimentos propositais e seus olhos podem estar fechados ou entreabertos. Não apresenta respostas a estímulos auditivos, visuais ou mesmo dolorosos, diferente de quando está acordado.

O indicado é dormir de 6 a 8 horas por dia, sem interrupções.

Quando seu sono está comprometido você pode apresentar:

  • Cansaço, irritabilidade, perda de energia, desânimo, sonolência diurna exagerada, depressão, problemas de atenção, concentração, aprendizado e raciocínio. Maior risco de acidentes de trânsito, redução da massa muscular, facilidade para aumento de peso e hipertensão.

 

O Covid-19 chegou mudando a rotina de muita gente, o isolamento social e as suas consequências já estão começando a ser sentidas. No Twitter, a hashtag #cantsleep (não consigo dormir, em português) ou #insônia é um dos assuntos mais comentados, fazendo referência à insônia, que tem se tornado comum entre aqueles que estão de quarentena.

Abaixo, algumas dicas, que auxiliarão a manter uma rotina de sono saudável e evitar a insônia:

  • Ter horários regulares para dormir e despertar;
  • Ir para a cama somente na hora de dormir;
  • Manter seu quarto limpo, escuro, sem ruídos e confortável;
  • Fazer uma refeição leve no jantar. Próximo ao horário de ir deitar, evite consumir álcool, café, chás estimulantes e refrigerantes;
  • Não usar medicamentos para dormir sem orientação médica;
  • Caso você tenha dormido pouco nas noites anteriores, evite dormir de dia;
  • Ser participante e ativo, tanto em relação à atividade física como mentalmente, pode ajudar no seu sono;
  • Nunca leve problemas para a cama;
  • Procure realizar atividades repousantes e relaxantes preparatórias para o sono.

 

Leia também